Afinal, o que é publicidade nativa?

Publicidade nativa

Os consumidores evoluíram e já não se engajam mais com estratégias de marketing tradicionais. Mídias tradicionais perdem cada vez mais espaço em um ambiente em que a publicidade invasiva já não dá mais resultados, já que o que o público quer é informação.

Foi essa mudança que fez com que os profissionais da área tivessem que se reinventar e criar novas formas de atingir seu público. O marketing de conteúdo e a publicidade nativa aparecem nesse cenário como excelentes oportunidades de estreitar o relacionamento com quem está do outro lado da tela.

Ainda não sabe o que é publicidade nativa? Siga a leitura e entenda de vez como ela funciona e conheça seus principais benefícios!

O que é publicidade nativa?

Publicidade nativa (do inglês Native Advertising ou Native Ads) nomeia qualquer publicação de conteúdo em um canal que tenha sido elaborado especialmente para enriquecer a experiência do usuário sem nenhum interferência.

Ela ganhou esse nome porque faz parecer que o anúncio é realmente “nativo” da página na qual foi colocado, já que segue à risca todas as características dos demais conteúdos do canal.

Para que você entenda melhor, visualize um blog de uma empresa que faça postagens regulares e que a apresentação dos novos posts seja a mesma: sempre um mesmo tipo de imagem e mais ou menos o mesmo número de caracteres no título, enfileirados lado a lado, com a mesma fonte e tamanho de letra.

Imaginou? Pois um anúncio de publicidade nativa seguiria a mesma lógica e não destoaria do restante dos posts do blog: contaria com a mesma formatação para que o usuário tenha a mesma experiência visual que teria com um conteúdo comum.

Quais são as principais vantagens da publicidade nativa?

Gera conteúdo

Nos dias atuais, é apenas o conteúdo que faz com que as pessoas liguem seus computadores, tablets e celulares. Como a publicidade nativa está organicamente inserida em canais de conteúdo, ela mesma apresenta um conteúdo próprio, agregando valor à experiência de quem a consome.

Para cativar o público, entretanto, é necessário publicar um conteúdo que dialogue com o restante do canal e seja de fato, interessante — e não apenas uma lista com as propriedades do seu produto.

Contextualiza informações

A publicidade nativa não é invasiva, já que busca oferecer uma melhor experiência para o usuário: não há “banners piscando” e nem pop ups dentro do site em que os anúncios estão inseridos.

Isso porque é seu papel contextualizar informações, e contexto é uma das regras base para se fazer um marketing eficaz. Assim, você tem maior chance de aumentar seu alcance e atingir o público.

Aumenta o engajamento

O objetivo dos anúncios diretos é gerar vendas imediatas, já que o consumidor clica naquilo porque está, ao menos, interessado pelo produto.

O mesmo não ocorre com a publicidade nativa: seu objetivo principal é gerar conteúdo e agregar valor para a empresa que o coloca no ar — e ele pode ou não falar sobre algum produto oferecido pela companhia.

A prática, assim, visa aumentar o engajamento e não o número de vendas diretas, o que é uma excelente estratégia para reter clientes e fidelizá-los.

Cria influência

Uma mensagem que está inserida em uma página que o consumidor escolheu acompanhar passa uma imagem muito melhor do que aquela constante de um banner em uma página que não tem nada a ver com seus produtos.

Anúncios assim fazem com que sua marca seja vista como autoridade no assunto, criando uma influência muito maior do que uma publicidade qualquer.

E então, entendeu o que é publicidade nativa e como ela funciona?

Aproveite para nos seguir do Facebook e Linkedin e não perca mais nenhuma dica sobre como engajar o seu público e adotar as melhores estratégias de marketing disponíveis no mercado!

Oodles

Oodles

xxxxxxxxxx