Automação de Marketing: como utilizá-la para melhorar a sua comunicação?

mulher sentada de frente para uma janela, sentada em seu escritório e usando seu notbook, simbolizando a automação de marketing

Quando se pensa em “automação”, é comum que imagens robóticas surjam na nossa mente. Mas e se eu disser que a automação de marketing pode ser uma ferramenta para humanizar e personalizar a comunicação com seus clientes?

Neste artigo, vamos discutir as utilidades da automação de marketing, as dificuldades e vantagens da implementação e como fazemos aqui na Oodles para automatizar a comunicação da sua marca. Confira!

Como a automação de marketing funciona?

Comentamos no início deste artigo: a automação de marketing, na realidade, ajuda bastante a personalizar a comunicação entre a sua empresa e seus clientes em potencial (leads). Muita gente pensa que “automação” é o simples disparo de conteúdos de marketing via software. A automação de marketing é isso, mas também muito mais.

No marketing clássico, não existe personalização. Mensagens são enviadas em comerciais para o público geral, torcendo para que algumas das pessoas assistindo se sintam tentadas a comprar os produtos ou serviços.

O que nós descobrimos com o passar dos anos é que comunicar-se diretamente com as necessidades do cliente é uma estratégia muito mais eficiente. Por isso, os métodos de aquisição de dados, estudo de personas e segmentação de público tornaram-se estratégias de praxe em agências como a Oodles.

Conhecendo melhor os hábitos dos seus clientes, conseguimos atingi-los com um conteúdo que acerta bem no alvo da suas necessidades. Não só isso, com a automação de marketing, podemos criar conteúdos que falem especificamente com cada segmento do público, tornando a sua experiência pelo ciclo de vendas muito mais pessoal.

Os benefícios da automação de marketing

A automação de marketing abre novas portas para estratégias de marketing digital mais eficientes. Por exemplo: digamos que você é dono de um varejo, como uma farmácia. Em vez de toda semana enviar e-mails genéricos com as “ofertas da semana”, por que não estudar as necessidades e hábitos de compra de seus clientes?

Continuando nosso exemplo da farmácia: digamos que você separe seus leads por homens e mulheres. Não faria mais sentido enviar e-mails para os homens com produtos como barbeadores, utensílios de higiene masculina e medicamentos específicos para eles?

Aqui na Oodles fazemos exatamente isso. Nosso departamento de planejamento analisa o seu banco de clientes, a fim de separá-los em grupos menores, mais fáceis de se estudar e atingir. A partir daí, desenvolvemos estratégias de conteúdo específicas para atender às necessidades das personas – representações imaginárias dos seus clientes -, criando um conteúdo mais engajador, o que reflete num aumento de vendas para o seu negócio.

Claro, o varejo é um exemplo bem fácil de ilustrar, já que as estratégias de automação de marketing são bastante sensíveis no mercado B2C. Mas isso não quer dizer que ele seja o único tipo de negócio no qual estratégias como essa são interessantes.

Como funciona na prática

Um case que entregou resultados interessantes foi a segmentação e automação de marketing que utilizamos com a Consistem. Como esse cliente atende a segmentos muito diferentes uns dos outros – desde o ramo metalmecânico até o de cosméticos -, separamos seus conteúdos de forma a comunicarem-se diretamente com as necessidades de cada setor.

Por exemplo, a medida que um comprador em potencial se movimenta pelo ciclo de compra, oferecemos conteúdos inbound como ebooks e folders, que agregam valor na sua jornada, o informando sobre os benefícios do produto em troca de alguns dados profissionais – entre eles, o segmento no qual o lead está inserido.

escada vista de cima, com o formato de aspiral

A partir daí, o lead é registrado na base de dados. Se ele mostrar interesse e continuar progredindo pelo funil de vendas, o conteúdo direcionado já é específico para a sua área de mercado.

Assim, podemos garantir que ele só receba conteúdos de oferta que sejam relevantes, o que evita a insatisfação de receber ofertas demais ou completamente fora dos interesses do cliente em potencial e resulta num aumento do ROI (retorno sobre investimento) e eficiência das vendas.

Dificuldades de implementação

Apesar de o processo de automação de marketing ser, digamos, automático, não significa que o talento humano é desnecessário para o seu sucesso.

Uma equipe de planejamento especializada é o primeiro degrau para estratégias digitais desse tipo. Com o público segmentado e as personas descritas, o próximo passo é desenvolver conteúdo relevante para seus leads. Uma produção personalizada desse tipo só é possível com redatores e analistas imersos no seu planejamento e alinhados com seus objetivos.

Em resumo, se você não tem o aparato correto e a equipe para desenvolver suas estratégias, então está na hora de procurar uma agência especializada em digital!

Outra questão importante é a abertura do seu negócio ao contato personalizado. Algumas empresas são muito fixadas na ideia de controlar a mensagem e se restringir ao profissionalismo com seus clientes, pensando que seus diferenciais comerciais a tornarão a escolha óbvia.

Mas agir dessa forma tem um custo alto, já que é importante lembrar que a compra é também uma atividade emotiva e as pessoas só tendem a criar um relacionamento com marcas que falem diretamente com elas de uma forma mais próxima.

Por isso, é tão importante que você procure agências que desenvolvam conteúdo personalizado, automatizado para um envio mais preciso e que gere maiores ganhos em vendas.

Renan Cardozo

Renan Cardozo